CÊ TÁ LOUCA? TU É LINDA!

As revistas tentam pregar que se você não é alta e magra, você não é bonita. Se você não usa a roupa da moda, não se encaixa nesse padrão. Tentam te empurrar goela abaixo várias dietas milagrosas, exercícios malucos, produtos de beleza caríssimos, roupas de marca com preços abusivos. Colocam na sua cabeça que existem regras de moda que proíbem ou permitem, ditando o que você deve usar.

É preciso desconstruir. É preciso mudar de dentro pra fora. Se sentir linda por dentro para se sentir linda por fora. Se amar do jeito que é. Usar as roupas que ama. Porque ditar regra é soooo last week. Hoje se fala em diversidade, cada um usa o que quer: homem, mulher. Que regra importa quando você se sente bem? O melhor look do dia é a auto estima, confiança e amor próprio. Essa combinação sim, nunca sai de moda, é sempre tendência, é sempre em alta. Pode usar sem medo.

Uma vez eu fui em uma palestra motivacional sobre a auto estima das mulheres e a palestrante falou algo tão simples sobre como a gente se auto sabota no dia a dia, que mudou minha perspectiva sobre amor próprio. É mais ou menos isso aqui:

Amiga: Nossa, como o seu cabelo tá lindo hoje
Eu: Sério? Ele tá horroroso porque não tive tempo de lavar.

-Ai que blusa bonita!
-Paguei só R$15 na Riachuelo haha

-Essa roupa ficou muito bonita em você
-Eu peguei a primeira coisa que eu vi no armário, tava atrasada.

Depois daquela palestra eu comecei a aceitar os elogios e responder com “obrigada” “você também está linda” “também gostei dessa roupa, viu?”. E, hoje em dia, quando percebo que alguma amiga responde algo negativo se menosprezando eu logo dou a cutucada da motivação e incentivo a mudar esse hábito também.

Uma amiga minha veio desabafar que está se sentindo feia, para baixo, achando que tudo está errado? Eu sou aquela dramática que retruca: QUEEEEE, VOCÊ TÁ MALUCA? TU É INCRÍVEL, LINDA, MARAVILHOSA, INTELIGENTE, INDEPENDENTE, EU TE AMO, FULANA TE AMA, CICLANO TE AMA, SUA DEUSA MASTER. E logo começo a citar várias situações e qualidades do porque ela é assim, porque eu vejo ela assim. Coisas tão óbvias, mas que tem dias que a gente esquece e eu sei o quão é bom a gente ter alguém do lado pra segurar a nossa mão em dias assim.

Por um mundo onde a gente possa ser feliz com quem a gente é.
Quem ou qual revista vai ser capaz de dizer que você é ou não é alguma coisa, se unidas, ditarmos que podemos ser o que quisermos?

Você é linda do jeitinho que é.

beijin a todas as minhas amigas incríveis e a você leitor/a. CÊS SÃO MARAVILHOSOS, viu?
E eu sou ariana sincerona, se eu to falando que tu é linda: TU É LINDA DEMAIS PO!

Sempre que precisar, volta aqui nesse post, manda uma mensagem que eu faço a dramática da positividade com você ok? Estamos todas juntas nessa luta para desconstruir esse fucking padrão.

Ó:

auto estimaQuadrinho original, aqui.

Você também vai gostar:

Comments

comments

Uhum, você vai gostar: