Mudar o visual: 3 dicas sem drama (ou quase sem)

Categorias beleza

Quem me conhece sabe que eu sou a maior dramática da terra quando o assunto é mudar o visual. A proporção de querer muito e ser indecisa é praticamente igual, então é uma decisão que envolve um preparo psicológico diário.

Com a minha mãe é o oposto. Qualquer mudança que eu quero fazer e converso com ela, lá vem a resposta: guriaaaaaaaaaaa cortaaa!! Cabelo cresce de novo!!!! Vai esperar envelhecer pra mudar de cabelo???? (estou exagerando na pontuação, mas quem conhece a Dona Miriam, sabe que é esse o tom que ela costuma usar).

– Faz pouco mais de 1 ano que eu decidi cortar a minha franja curtinha. Foi 1 mês trabalhando o meu poder de decisão. Cortei e amei.

– Depois disso eu queria muito pintar estilo ombre hair, mas não queria muito loiro porque quem eu enganaria? Óbvio que eu não ia gastar dinheiro com produtos e cuidados. Então decidi por fazer meio loiro, meio dourado. Pintei e amei.

– Agora eu queria cortar ele curtíssimo. Eu vi uma modelo da Farm em um catálogo e surtei na inspiração. Olhei aquilo e pensei “é isso, não tem mais jeito, acabou, boa sorte”. Essa indecisão foi a mais curta de todas, durou só 1 semana e meia mais ou menos. Cortei e o que? AMEI.

mudar o visual

Vocês podem perceber que eu dramatizo muito, sofro da indecisão, da ansiedade, mas no final dá tudo certo. Então você deve se perguntar “se são tantos dramas com finais felizes, porque continuar dramatizando daqui em diante?”. Bom, se você achar a resposta para essa pergunta, let me know.

3 dicas para mudar o visual:

1. Procure por inspirações para descobrir qual tipo de corte você quer (o Pinterest te dá uma mãozinha). Vale salvar cabelo mais curto, médico, com franja curta, franja longa, etc. Qualquer inspiração que você ache que é uma boa ideia.

2. Agora é hora de escolher qual vai ser a decisão final. No meu caso, quem me segue lá no Pinterest já podia sacar que eu ia cortar ele curto. Eram milhões de pins de cabelos curtos, aqui.
Importante: salve também ideias do que fazer com o corte depois, como pentear, etc.

3. Marque um horário em um salão que você confia e principalmente com alguém que você sabe que vai entender suas referências e que entende daquele tipo de corte de cabelo. Por exemplo: tem salões mais tradicionais e antigos que não sabem muito bem sobre cortes mais modernas.

E ai, alguém pensando em mudar o visual?
Vai, muda! Depois cresce de novo. Não perca a oportunidade de amar um visual novo por medo de tentar.

beijin

Deixa um oi aqui!