2016: UM ANO QUE FOI… OK.

Categorias você é linda!

Que 2016 foi um ano difícil todo mundo sabe. Mas você já parou para pensar em coisas que mudaram a sua vida, sua personalidade ou seu modo de ver as coisas? Em resumo: coisas que você aprendeu/viveu com 2016?

1. Eu não vou obrigada a nada

Eu não sou o tipo de pessoa que faz amizades por conveniência. Não tenho pessoas ao meu redor por interesse e não alimento contatos que não me agradam. Hoje eu dia eu sou muito mais eu e sei quem são meus amigos. Não sou falsa e não fico de mimimi com quem não tem caráter ou possui valores muito diferentes dos meus.

2. Eu vivi experiências incríveis

Perdi o meu medo de avião e acabei viajando mais do que o planejado. Eu conheci Porto de Galinhas, Recife, Búzios e o Rio de Janeiro. Também fui ao show do The Kooks, minha banda favorita e fiz novas tattoos.

3. Pratiquei mais a empatia

Hoje é muito fácil eu me colocar no lugar de alguém. Alguém que vive preconceito, alguém que é mau entendido ou alguém que sofre por algum motivo. Hoje eu dou bom dia para todas as pessoas que de alguma forma estão no meu dia a dia: do motorista do ônibus até o guarda de trânsito.

– Uma pausa para uma dica: seja amiga do motorista do ônibus que você usa

Eu não podia deixar passar em branco algo engraçado. Fazer amizade com os motoristas significa que se eles vêem você vindo em direção ao ponto de ônibus, eles te esperam entrar. As vezes fico até chocada que eles param fora do ponto quando vêem que eu estou correndo hahahaha Mantra básico da vida: gentileza gera gentileza.

4. Aprendi a não me importar muito com as opiniões que não acrescentam nada para mim

Quando pensei em abrir o blog, fui muito motivada por alguns amigos. De verdade, eu não sabia quantas pessoas acreditavam nisso tanto quanto eu. No começo, cheguei a conversar sobre a vergonha de que algumas pessoas provavelmente estariam rindo de mim, rindo desse post. Mas aqui vai um recado: se você esta rindo ao ler isso, você está fazendo algo de bom para você mesmo? Seilá, ocupando o seu tempo com coisas boas ao invés de destilar ódio, sabe?

5. Tá tudo bem não ter planos

Tive alguns momentos de surtos na vida por não saber o que fazer. Eu sabia que queria fazer um curso, mas não sabia qual. Me perguntei muitas vezes se a profissão que eu exerço está correta. Me peguei algumas vezes tentando imaginar algo para fazer e nada me surgia na cabeça. Mas a verdade é que isso é só uma fase que passa. Eu criei o blog, comecei a desenhar e eu sei algumas coisas que eu quero para o ano que vem e daqui a pouco, vou novamente sofrer uma crise existencial, MAS TÁ TUDO BEM.

6. Me aceitei melhor do jeito que eu sou

Eu não sou magérrima, nunca fui e eu não vou ser. Hoje em dia o padrão não me afeta como antigamente e quero ajudar outras mulheres a se aceitarem e serem mais felizes do jeito que são.

 

Tenho ideias para o blog no ano que vem e espero ter vocês e outras pessoas novas aqui comigo 🙂

E você, já parou para pensar que 2016 não foi de todo o mal? E o que você espera para 2017?

beijin.

Deixa um oi aqui!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *