GRANDES PEQUENOS DESAFIOS PESSOAIS

Bom, se você ainda não sabe: eu to morando na Alemanha.

A verdade é que eu sempre vIvi numa grande bolha chamada zona de conforto. Não só saí dessa bolha como ela explodiu bem na minha cara.

Então hoje quero falar um pouco sobre sair da zona de conforto e como o mundo é muito maior que a casa dos nossos pais.

Continue Reading

HAMBURGUERIA É COISA SÉRIA

Pra mim, comida boa é um investimento emocional. Metade dos problemas da minha vida são resolvidos com um almoço ou jantar, e quem me conhece sabe que eu amo hambúrguer.

Hoje eu quero compartilhar com vocês duas hamburguerias em Blumenau – Esperei um pouquinho para postar porque queria experimentar um lugar novo aqui na cidade e ver se merecia um espacinho aqui. E não é que mereceu?

Esse post não é publi mas bem que podia ser porque é real oficial! Seria meu sonho? haha

Continue Reading

ORGIA GASTRONÔMICA EM FLORIPA

Um final de semana em Florianópolis regado a comida, bebida e companhia boa. O que eu quero mais?

Eu e meus amigos ficamos no Hotel Valerim Center. Peguei uma baita promoção no booking por R$75 a diária para cada um com café da manhã incluso. A localização é bem no centro e pertinho de várias festas legais como a 1007, Jivago e ao lado da Blues Velvet.

Mas meu ascendente em Touro não deixa eu negar minha paixão por uma boa comida hihi E em Floripa eu conheci dois lugares incríveis para comer. E o melhor? Coube no meu bolso e vai caber no seu.

No sábado chegamos e fomos direto para Santo Antônio de Lisboa. Ô lugarzinho lindo, gostoso e com uma vibe incrível.

Continue Reading

RIO DE JANEIRO, SIGO TE AMANDO – PARTE 2

Quem me conhece sabe que coisas absurdamente improváveis sempre acontecem comigo. No Rio, CLARO que não foi diferente. Deu sol e 40 graus o mês inteiro, o nosso final de semana foi o diferentão da chuva e céu fechado.

Só que, veja bem meu bem, havia uma mensagem subliminar nesse azar. O Pão de Açúcar que estava programado para sexta-feira, tivemos que alterar para sábado por conta do tempo. Vocês não vão acreditar, nesse dia era o fucking aniversário do lugar e pagamos meia entrada. Explica essa ateus. Como se não bastasse, deu sol a todo momento que estávamos lá em cima. Descemos e o dia nublou.

Mas vamos ao que interessa.

Eu morro de medo de altura. Pensa no meu estado para entrar naquele bondinho. Fiquei no meio segurando a mão da minha amiga com as pernas tão bambas que quando descemos eu nem sabia andar direito.

Mas, o sentimento de estar lá em cima é inexplicável. O lugar é incrível, uma energia e uma paz que te consome por inteiro. Ah, fica a dica: bebam uma caipirinha antes de tudo começar, porque depois disso eu desci com o rosto colado no vidro falando “Fabi, olha isso, eu to olhando pra baixo e encostando no vidro”.

img_3098

vsco-photo-1

img_3088

vsco-photo-2

Você pode descer do Pão de Açúcar e curtir a Praia Vermelha, que não te decepciona em questão de beleza:

img_3096

A gente seguiu caminho em direção ao Parque das Ruínas.
Villa-Lobos, João do Rio, Isadora Duncan e Tarsila do Amaral são alguns dos nomes que frequentavam esse lugar. Laurinda, proprietária da casa, era ativista na cena cultural e figura importante no bairro de Santa Tereza. É por isso que hoje, acontecem diversos eventos culturais no Parque das Ruínas, como maneira de manter viva uma causa pela qual Laurinda lutava tanto na época.

img_3092

img_3091

img_3090

Sério, esse lugar é incrível! Eu não tenho muitas fotos porque a bateria do celular tinha acabado. Só fiz alguns registros para não deixar vocês só na imaginação de como é o lugar. Mas eu acho que tenho algumas outras fotos na câmera analógica. Inclusive se tudo der certo na revelação dessas fotos, faço um post só com elas!

Dica: Ali pertinho, no mesmo bairro Santa Tereza tem um boteco incrível chamado Armazém São Thiago. Delícia de lugar, simples mas com uma decoração muito legal (queria muito ter fotos, peço perdão pelo vacilo). Façam como a gente fez: parou ali para almoçar e seguiu caminho ao Parque das Ruínas.

No domingo de manhã nos despedimos do Rio de Janeiro tomando um café no Parque Lage. Eu vou descrever com uma palavra: sensacional. O resto vocês podem concluir olhando as fotos:

vsco-photo-4

Processed with VSCO with hb1 preset

img_3097

img_3094

Incrível, né?

Eu não ia contar, mas a verdade é que eu quase caí nessa piscina para bater as fotos. Típico de mim.

Espero voltar muito em breve e poder escrever novos posts com lugares menos óbvios. Mesmo porque dá pra voltar ao Rio milhões de vezes e fazer diversos programas diferentes.

Se você já foi ao Rio de Janeiro, deixe nos comentários os seus lugares favoritos 🙂

beijin.

Continue Reading

RIO DE JANEIRO, EU TE AMO – PARTE 1

Cidade linda, cheia de vida, pessoas legais, lugares incríveis, natureza. É assim que eu defino o Rio de Janeiro. Sem contar aquele sotaque carioca que mutia gente detesta mas eu só consigo adorar. Na verdade, eu acho muito acolhedor.

Bom, o motivo que me levou para lá no último final de semana foi o show do The kooks. Não tenho muito o que falar mas tenho muito para sentir. Durante quase 2 horas de show eu já consegui imaginar toda a minha vida com o Luke e fiquei pensando quem de nós dois iria buscar as crianças na aula de inglês. Ah! Sem contar que meus filhos teriam aquele sotaque britânico que só pode ser coisa de deus. Só faltou eu escrever a minha assinatura com o sobrenome Pritchard, mas já estou aqui encaminhando tudo para atualizar todos os meus documentos de identificação.

As fotos do show não ficaram boas por motivos de: eu vacilei. Dei zoom errado, fiquei pulando muito e preferi aproveitar o show do que bater fotos perfeitas. Mas dá pra conferir um pouquinho:

show1

show2

Na sexta-feira, dia 28 estava meio chovendinho. Eu e a Fabi desbravamos a Praça Mauá com a intenção de visitar o Museu do Amanhã, mas sem sucesso. Fila que não acabava mais e nós não sabíamos que os ingressos eram apenas online. Mas tudo bem, a praça por si só é incrível!

rio de janeiro

rio de janeiro

Obs.: essa foto acima foi desafiadora: “uma foto em cima desse negócio ao lado desse rio fundo, perigoso e poluído ficaria muito legal para o post do blog” -BELEZA. Foi mais ou menos isso o que aconteceu.

2

rio de janeiro

rio de janeiro

 

Bem do lado da Praça Mauá tem uma rua, um lugar no mínimo inspirador com artes gigantes nas paredes. Você anda eternamente e não para nunca, porque vai ficando cada vez mais lindo <3

rio de janeiro

rio de janeiro

rio de janeiro

rio de janeiro

rio de janeiro

rio de janeiro

rio de janeiro

rio de janeiro

Bateu uma fominha, também tem food trucks logo ali. As comidas são deliciosas e o preço é compatível com Blumenau, então eu considero barato porque afinal, era Rio de Janeiro meu bem.

 

Ah! Eu bati várias fotos com uma câmera analógica velha que eu tinha em casa! Se quiserem, eu posto o resultado delas aqui mais tarde 🙂

blog

 

Ps. todas as fotos foram feitas pela minha amiga Fabiola, melhor fotógrafa e amiga e companheira do universo. Então, não garanto que todos os posts vão seguir com esse padrão. Ooooou eu posso sempre chamar ela pra bater as minhas fotos (fica a indireta).

 

Logo vem o post com a parte 2.

Atenção spoilers: tem Pão de Açúcar, Parque das Ruínas e Parque Lage.

 

beijin.

 

 

 

Continue Reading